Viajar no fim de semana para Maranguape | Previsão do Tempo em Maranguape | Cidades | Cruzeiros 2017-2018 | Passagem de ônibus | Passagem aérea
Viajar | Viagem | Destinos do Brasil
Página inicial do site | Aeroportos | Portos | Cidade Aleatória | Como Chegar | AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO

Tudo sobre Maranguape Município   Previsão do Tempo em Maranguape Previsão do Tempo   Rodoviária de Maranguape Rodoviária   Hotéis em Maranguape Hotéis

Imagens para Facebook

História Município Maranguape (CE)

Maranguape Ceará - CE

Histórico

As origens civilizadoras do município datam do século XVII, quando a frota de Matias Beck, composta de três iates e outras embarcações menores, chegou ao Ceará, conduzindo cerca de 298 homens, entre soldados, índios e negros escravos. O capitão holandês fundeou na baía de Mucuripe, construindo o forte "Schoenenborch", na foz do rio Pajeú, em cuja volta se desenvolveu o povoado que mais tarde seria a vila de Fortaleza de Nova Bragança.

Os holandeses tiveram notícia da existência de minas de prata no monte Itarema – Serra da Aratanha – próximo ao lugar onde acampavam e não muito distante da serra de Maranguape; por meio de promessas e dádivas, conseguiram dos chefes indígenas algumas indicações sobre o local exato onde se encontravam as cobiçadas jazidas.

A expedição batava ao Monte Itarema constitui a primeira penetração do homem branco nas terras do atual município de Maranguape, àquela época habitadas por índios potiguaras, que dilatavam seus domínios na faixa litorânea, desde o Rio Grande do Norte até a barra do Ceará e daí ao Piauí.

As primeiras sesmarias concedidas no início do Século XVIII tiveram como donatários o tenente Pedro da Silva e Amaro Morais, em 12 de julho de 1707; Jorge Silva, em 29 de dezembro de 1711; capitão Soares de Oliveira, em 17 de julho de 1717; José Gonçalves Ferreira Ramos e Felipe Loureço, em 1790.

O povoamento, entretanto, veio a tornar-se efetivo nos primórdios do Século XIX com a decidida atuação do português Joaquim Lopes de Abreu que, por doação do governo na metrópole, entrou no domínio de algumas sesmarias, incorporando-as a outras anteriormente compradas.

Em breve surgiu o arruado à margem do riacho Pirapora, em torno de uma capelinha, construída para atender às necessidades religiosas dos moradores, que se ocupavam nas atividades agrícolas, especialmente na cultura do café. Em 1851-1852 a produção de café da província era obtida quase toda nas serras de Maranguape.

Gentílico: maranguapense

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Maranguape, por provisão de 0101-1760 e ato provincial de 18-03-1842, subordinado ao município de Fortaleza.

Elevado à categoria de vila com a denominação de Maranguape, pela lei provicnial nº 533, de 17-11-1851, desmembrado de Fortaleza. Sede no núcleo de Maranguape.

Pelo ato provincial de 07-11-1861, é criado o distrito de Jubaia e anexado ao município de Maranguape.

Pelo ato provincial de 08-06-1864, é criado o distrito de Tabatinga e anexado ao município de Maranguape.

Elevado à condição de cidade com a denominação de Maranguape, pela lei provin cial nº 1282, de 28-09-1869.

Pela lei provincial nº 1992, de 14-08-1882, é criado o distrito de Cruz e anexado ao município de Maranguape.

Pelo ato de 08-01-1890, é criado o distrito de Maracanaú e anexado ao município de Maranguape.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído de 6 distritos: Maranguape, Cruz, Jubaia, Maracanaú, Palmeira, e Tabatinga.

Pelo ato estadual de 22-06-1912, é criado o distrito de Gado de Ferros e anexado ao município de Maranguape.

Nos quadros de apuração do Renceamento Geral de 1-IX-1920, o município é constituído de 7 distritos: Maranguape, Cruz do Lajedo ex-Cruz, Gado dos Ferros, Jubaia, Maracanaú, Palmeiras e Tabatinga.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído de 7 distritos: Maranguape, Cruz ex-Cruz do Lajedo, Gado dos Ferros, Jubaia, Maracanaú, Palmeiras e Tabatinga.

Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31XII-1937.

Pelo decreto-lei estadual nº 448, de 20-12-1938, é criado distrito de Pocinhos, com terras desmembrada do distrito de Lagedo ex-Cruz e anexado ao município de Maranguape. Sob o mesmo decreto é criado o distrito de Tanques, com terras desmembrada do distrito de Jubaia e anexado ao município de Mranguape e ainda altera a denominação dos distritos Gado dos Ferros a denominar-se simplesmente Gado e o distrito de Cruz a denominar-se Lajedo.

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 9 distritos: Maranguape, Gado ex-Gado dos Ferros, Jubaia, Lajedo ex-Cruz, Maracanaú, Palmeiras, Pocinhos, Tabatinga, Tanques.

Pelo decreto-lei estadual nº 1114, de 30-12-1943, o distrito de Lajedo passou a denominar-se Itapebussú e Rocinha, a denominar-se Amanari, Palmeiras a denominar-se Palmácia e Tabatinga a denominar-se Sapupara.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 9 distritos: Maranguape, Amanari ex-Pocinho, Gado, Itapebussu ex-Lajedo, Jubaia, Maracanaú, Palmácia ex-Palmeiras, Sapurara ex-Tabatinga e Tanques.

Pela lei estadual nº 3779, de 28-08-1957, desmembra do município de Maranguape os distritos de Palmácia e Gado. Para formar o novo município de Palmácia.

Pela lei estadual nº 4437, de 30-12-1958, desmembrado do município de Maranguape o distrito de Maracanaú. Elevado à categoria de município.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 6 distritos: Maranguape, Amanari, Itapebussu, Jubaia, Sapupara e Tanques.

Pela lei estadual nº 6789, de 20-11-1963, desmembra o município de Maranguape o distrito de Amanari. Elevado à categoria de município.

Pela lei estadual nº 6328, de 06-06-1963, desmembra o município de Maranguape o distrito de Itapebussu. Elevado à categoria de município.

Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído de 4 distritos: Maranguape, Jubaia, Sapupara e Tanques.

Assim permanecendo em divisão territorial datada 2005.

Fonte: IBGE

Hospedagem Maranguape - CE

Hotéis Maranguape CE Pousadas Maranguape CE Campings Maranguape CE Albergues / Hostels Maranguape CE Chalés Maranguape CE Spas e Resorts Maranguape CE

Tudo sobre Maranguape

  • ViajarPopulação 2010: 113.561 Habitantes
  • ViajarUnidade Territorial: 590,886 Km²
  • ViajarDensidade: 192,19 Habitantes por Km²
  • ViajarGentílico: Maranguapense
  • ViajarBioma: Caatinga
  • Previsão do Tempo

    Descubra tudo sobre Maranguape, previsão do tempo Maranguape, localização Maranguape, para planejar sua viagem sem se incomodar com nada.

    Quer viajar para Maranguape? Aproveite todas as informações de turismo que o Viajarr.com.br possui sobre os municípios Ceará para não errar! Qual a Viagem ideal para suas próximas férias? Qual a sua próxima viagem? Dicas para viajar com segurança e tranquilidade.

    Como Chegar | Rodovias

    Mapa Rodoviário de Maranguape

    Publicidade

    Imagens de Maranguape

    Comente sobre Maranguape

    Conheça Maranguape (YouTube)

    Compartilhe o Viajarr.com.br
      Gostou? Compartilhe!

    Estado Ceará
    Página do Estado Ceará
     
    Onde se Hospedar

    Viajar para Maranguape
    Hotéis Maranguape
    Pousadas Maranguape
    Camping Maranguape
    Albergues Maranguape
    Chalés Maranguape
    Spas e Resorts Maranguape

    Destino: Maranguape
    Como chegar até:

    Acre | Alagoas | Amapá | Amazonas | Bahia | Ceará | Distrito Federal | Espírito Santo | Goiás | Maranhão | Mato Grosso | Mato Grosso do Sul | Minas Gerais | Pará | Paraíba | Paraná | Pernambuco | Piauí | Rio de Janeiro | Rio Grande do Norte | Rio Grande do Sul | Rondônia | Roraima | São Paulo | Santa Catarina | Sergipe | Tocantins

    Previsão do Tempo região Nordeste
    Curta nossa página no Facebook
    Viajarr.com.br - Todos os Destinos do Brasil

    Viajarr.com.br | © Todos os direitos reservados | Resolução mínima: 1024x768

    483-234-5678 Política de Privacidade | Contato | Viajar para Maranguape (CE)